2021

 

Bem-vindo ao Comintern (EH)!

 

Vivam os 5 Clássicos do Marxismo-Leninismo!

Viva o Estalinismo-Hoxhaismo!

 

23 de fevereiro de 1921

100 anos da derrota do motim contra- -revolucionário de Kronstadt

Os anarquistas, mencheviques e sociais revolucionários de todo o mundo têm vindo a anunciar há 100 anos, ainda hoje, pela sua "revolta de Kronstadt contra os bolcheviques".

Os acontecimentos em Kronstadt, em 1921, dividem os espíritos entre eles e nós tubarões-estalinistas, entre o proletariado e a burguesia.

A luta entre tubarões e anarquistas, mencheviques e social-revolucionários só pode ser decidida pelas armas nas mãos do operariado comunista sob a liderança do Comintern (SH). Esta é uma lição inevitável da história da supressão armada da "revolução" mesquinha-burguesa de Kronstadt - em 1921 pelos bolcheviques sob a liderança de Lenine e Estaline.

Quem virar as espingardas contra nós, os bolcheviques, será julgado pelas nossas espingardas!

Sem derrotar os anarquistas, os mencheviques e os sociais revolucionários, o proletariado não pode ser vitorioso nem na revolução do mundo socialista, nem na construção do socialismo mundial e do comunismo mundial.

Comintern (SH)

23 fevereiro 2021

 

 

NOVO

13 de Fevereiro de 1961 - 20 de Fevereiro de 1961
60 Anos
IV Congresso
do Partido do Trabalho da Albânia

ENVER HOXHA

RELATÓRIO PARA O 4º CONGRESSO DO PTA

«SOBRE A ATIVIDADE DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO DE TRABALHO DA ALBÂNIA »

(Extratos)

 

 

O PTA FOI CONSTRUÍDO EM BASES IDEOLÓGICAS
E ORGANIZACIONAIS SÓLIDAS

 

COMENTÁRIO SOBRE O LIVRO DO CAMARADA ENVER HOXHA
"QUANDO O PARTIDO COMEÇOU" (MEMÓRIAS)
JORGJI SOTA*
DE: "ALBANIA TODAY", N.º 5/198

 

 

Comentário:

12 de janeiro de 1977
Radio Tirana - 12. 1. 1977

Os esforços febris neocolonialistas da CEE em África

 

 

 

OITAVO CONGRESSO DA R.C.P. (B.)

18-23 de março de 1919

 

 

 

 

Stalin_speech_24_years_of_october-revolucion_in_red_square

 

 

Stalin_victory_great_patriotic_war

 

Stalin_about_better_life_in_ussr-1933

 

 

 

Lenin_about_the_soviet_power

 

Lenin_short_speeches-volume_1

 

Lenin_speech_on_antisemitism

 

Lenin_speech_the_middle_peasants

 

Lenin_about_formacion_of_comintern

 

 

 

Discurso de Aleksandra Kollontai para trabalhadoras na Rússia, 1918

 

 

Secção

de Toda a África

novo site

 

 

30 de Janeiro de 1933

Dia da tomada do poder pelo fascismo de Hitler

 

 

 

Dia vermelho global de luta contra o fascismo mundial

 

Neste dia de combate ao fascismo mundial, envio uma menção que inclui tanto o chamado autoritarismo ditatorial de direita, chamado propriamente de Fascismo, quanto o de esquerda, o Social-fascismo.

Iniciando pelo social-fascismo, verificou-se historicamente que sempre esteve presente nas sombras, na URSS, tal como noutros países que fizeram revoluções e que um dos factores principais para o seu desenvolvimento foi a adopção de táticas centristas ao longo de muitos anos. Com o único objetivo de alcançar o poder e recolher recompensas pessoais, a hipocrisia centrista mostrou-se uma arma excelente para derrotar o socialismo. Já quando se desfez a III Internacional, em pela 2.ª guerra mundial já estava bem presente, nomeadamente pelas mãos de Dimitroff (que espantosamente preso no mesmo período de Ernest Thalmann, foi solto por Hitler, enquanto o líder corajoso e adorado pelos trabalhadores alemães, o líder do partido comunista alemão, Ernest Thalmann, permaneceu preso até ao dia de sua execução). Já em 1935, Dimitroff apelava para as Frentes Populares (uniões com os sociais-democratas, contra Hitler e restantes regimes nazi/fascistas) e conseguiu fazê-las passar aplicando-as em França e mesmo na Alemanha, onde historicamente os Sociais-democratas (Sociais-fascistas como disse Estaline e Ernest Thalman), já tinham afogado em sangue várias revoltas e tentativas revolucionárias, assassinando ventenas ou milhares de comunistas e proletários. Foi uma posição maioritária na III Internacional, contra a qual Estaline nada pôde fazer, além de nunca ter mostrado apoio a tal tática, ao contrário do que os ditos marxistas-leninistas degenerados de hoje afirmam. Depois desta reviravolta estratégica, da passagem da união do partido diretamente com a massa trabalhadora e desempregada, passando a aliar-se com as cúpulas dos partidos Social-democratas (em Portugal representados pelo PS e militantes mais à esquerda do PSD), ainda teve o desplante de propor liquidar a III Internacional para agradar aos aliados na segunda guerra mundial, o que sucedeu. Resta afirmar que sempre onde sucederam tais alianças o fascismo venceu, muitas vezes com cumplicidades da social-democracia que operava no campo oposto.

Na URSS, onde a comunicação social, diz sem qualquer prova científica que Estaline tinha um poder faraónico, esta corrente centrista e anti-comunista, conseguiu isola-lo até assassina-lo por fim substituindo-o. A partir de 1956 aumentam drasticamente de forma constante e sucessivas as diferenças de rendimento entre os cidadãos e a formação inerente de novas classes sociais. Só a China e a Albânia de Enver Hoxha inicialmente se opuseram ao revisionismo que condenou, sem meias medidas o legado de Estaline, embora o desacordo da China se tenha revelado mais uma forma de permanecer autónoma, do que por razões de princípio, como se viu posteriormente na sua aliança com países de ditaduras sanguinárias e acordos vários com os EUA. Há portanto que aprender com o passado.

Quanto ao Fascismo de direita, este consistiu sempre numa resposta da alta burguesia, à resolução das inevitáveis crises cíclicas do capitalismo, como se constatou, promovendo os grupos e bandos fascistas a partidos políticos, apoiando-os com todos os meios económicos e logísticos, sempre que lhe convinha. Constatou-se também, historicamente, que sempre que o nazi/fascismo assumiu o poder contou com a aliança dos partidos liberais, conservadores, assim como dos partidos democratas-cristãos, que lhes garantiram uma governação sem, praticamente, qualquer oposição de sua parte.

Mesmo antes de assumirem o poder contaram com a cumplicidade do exército e polícia, debaixo do comando das correntes de direita que acabei de nomear, que os deixaram espalhar o caos, o terror, a intimidação, destruição e assassinatos. Também houve situações em alguns países em que foi o próprio exército que assumiu a função do golpe de estado fascista: por exemplo Portugal, Espanha e vários países da América Latina e África, mas não só. A própria hierarquia da Igreja Católica, também muito contribuiu para a estabilidade destes regimes, apelando sempre, que detiveram o poder à acalmia social e respeito pela ordem vigente, da mesma forma que hoje em dia também as igrejas Evangélicas o fazem; nos países de maioria não cristã são as religiões maioritárias e restantes que desempenham esse papel, como os muçulmanos em países Africanos, asiáticos e no médio oriente ou o Hinduísmo na Índia.

Em Portugal propriamente dito, após várias décadas após o 25 de Abril de 1974, muitos resquícios fascistas permanecem nas organizações produtivas, no estado e fundamentalmente na mente de muitas pessoas, que continuam a educar os seus filhos com base em muitas dessas orientações, que ficam marcadas após 52 anos de autoritarismo, ditadura burguesa assumida e fascismo.


Como defende o Comintern (SH), nas suas 9 Tarefas da frente unida global de todos os antifascistas e anti-social-fascistas, é dever de todo o comunista e antifascista, entre outros aspectos:

opõe-se a todas as tentativas da burguesia mundial e de suas agências dentro do movimento mundial operário e comunista, de sabotar a luta social-fascista, que o capitalismo (capitalismo de estado inclusivo) é a fonte do fascismo e do social-fascismo, que desmascara e combate todas as tentativas do revisionista moderno, de desarmar o proletariado mundial e todos os trabalhadores por meio da ideologia e política da "transição pacífica", tornando as massas indefesas em sua luta contra o terror fascista e social-fascista; que a frente unida global dos antifascistas e anti-social-fascistas luta pelos direitos democráticos de todas as classes exploradas e oprimidas, pela democracia socialista proletária, mas não pelo sistema "democrático" explorador da burguesia que leva inevitavelmente ao fascismo, lutando, portanto pela abolição da inevitabilidade do fascismo e do social-fascismo por meio do estabelecimento da ditadura do proletariado mundial, do sistema soviético global e da república socialista mundial, sendo, o Comintern (EH), sem outra alternativa realista, o centro global do movimento internacional, unificando e liderando as forças antifascistas e anti-sociais-fascistas de todos os países em direção à revolução socialista mundial.”


30 de janeiro, de 2021

 

 



A Secção Portuguesa do Comintern (EH), solidariza-se com o apelo realizado pela Secção dos EUA do Comintern (SH), saudando-o, e faz o mesmo apelo ao Proletariado Português e restantes camadas da população que se revêem no mesmo para se juntarem a nós, não apenas na Liga dos Combatentes da Frente Vermelha Portuguesa, mas nos vários sectores da nossa Secção, aos quais sejam mais vantajosos, para o desenrolar da revolução Socialista e Proletária, também em Portugal.

30 de janeiro de 1933

Hitler Fascismo apodera-se do poder


Trabalhadores Americanos, Agricultores, Proletariado de todos os passos atenção ao nosso apelo!

Neste momento, vivemos na era do fascismo mundial.

Em todos os lugares a classe trabalhadora é esmagada pelos burgueses e os fascistas que os servem,

Mas é impossível que isto dure para sempre. A Revolução Proletária é inevitável!

Haverá um dia em que os trabalhadores do mundo vão deitar fora as correntes do capitalismo e do fascismo e nada que os capitalistas ou fascistas possam fazer impedirá que isto aconteça.

Camaradas, marchem connosco lado a lado Na nossa luta contra o fascismo mundial e o fascismo social. Honre a memória do camarada Ernst Thälmann e os milhões de bravos homens proletários, mulheres e crianças que pagaram o maior preço na luta contra o fascismo!

Juntem-se ao seu legado! Juntem-se a nós camaradas pelo fascismo mundial só levaram à miséria, à morte e à pobreza.

O comunismo mundial só pode conduzir a um futuro mais brilhante para todos os que foram espezinhados na terra pelo fascismo mundial!

Junte-se à Internacional Comunista (Estalinista-Hoxhaists)! Junte-se à Liga de Combatentes da Frente Vermelha!

Lute connosco porque a revolução mundial estalinista-hoxhaista é a única forma verdadeira e eficaz de acabar com o fascismo mundial e o seu gémeo vermelho social-fascismo de uma vez por todas!



Frente Mundial Vermelha!

 

 

Notícias da Eleições Presidenciais Portuguesas 2021

Como a maioria esperava ganhou as eleições actual presidente Marcel Rebelo de Sousa, afilhado do ex ditador Marcelo Caetano, que representava o CENTRÃO político e Católico (ainda muito forte em Portugal – eu costumo dizer que a Igreja Católica é o maior partido português), com 60%.

 

 

Apoiado pelos maiores partidos portugueses explicitamente pelo PSD e implicitamente pelo partido do governo PS. Também pelo CDS, já ultraconservador e anticomunista primário, que está a ser substituído por forças ainda mais à direita. À “esquerda” foi um desaire total, PCP e o BE obtiveram 4% cada e um candidato ultraliberal 3%. A candidata do PS mais radical ficou-se pelos 13% (balde de água gelada para a eurodeputada, tida pelos tolos, com moralizante da vida pública). Quanto à extrema-direita fascizante, como era de esperar subiu dos cerca de 1,5 % nas legislativas elegendo um deputado, André Ventura, apoiado pelos sectores mais extremistas, insensíveis ao sofrimento alheio, e também por muitos esperançosos de um salvador providencial e população menos culta (daí que muitas zonas alentejanas em que o PCP ficava sempre em 1º ou 2º lugar ficassem atrás do candidato extremista que obteve 12%).

Além do Alentejo ter um grande conflito com a comunidade cigana (alvo preferencial de André Ventura – além de todas as outras minorias) é uma zona onde O PCP durante décadas investiu na cultura “Pop”, para ganhar votos durante décadas e décadas, ao invés de ter investido na cultura das populações.

O candidato defende entre outras medidas sitiamento a minorias, maior autoritarismo sobre as mesmas, controlo total das fronteiras, especialmente, de migrantes vindos de África e uma maior coordenação com a NATO, ou seja, mais belicismo.

Há a acrescentar os 60,5 de abstenção, parte de população doente, muito idosa ou confinada, mas especialmente que não se revêm neste sistema.

Um bom exemplo fica para nós se um candidato do partido CHEGA, consegue em poucos anos,2 ou 3, também a esquerda comunista Estalinista-Hoxhaista, com um núcleo bem organizado, sem ser necessários demasiados militantes também um dia poderá dar ou duplicar esse salto.

Saudações Estalinistas-Hoxhaistas,

A Secção Portuguesa do Comintern (EH)

 

* * *

Grupo boicota eleições presidenciais em Montalegre em protesto contra construção de mina de lítio População de Morgade protesta para defender a terra. A mesa de voto da Junta de Freguesia de Morgade, em Montalegre, estava este domingo de manhã com portas encerradas a cadeado e bloqueadas por contentores de ecoponto.

 

 

Sétimo Congresso Extraordinário do R.C.P. (B.), 6 a 8 de março de 1918


Relatório Político do Comité Central, 7 de março

* * *

Resposta ao debate sobre o relatório político do Comité Central, 8 de março

* * *

RELATÓRIO SOBRE A REVISÃO DO PROGRAMA E SOBRE A MUDANÇA DO NOME DO
PARTIDO, 8 DE MARÇO

* * *

RESOLUÇÃO SOBRE GUERRA E PAZ



 

Após anos de degeneração revisionista, o PCP (R), foi liquidado no seu 7.º Congresso

 

O PCP (R), (desde 1975/76) que teve muitos méritos e conquistas já referidas no artigo “Viva o 45º aniversário do Partido Comunista Português (Reconstruído) - PCP (R) – antecessor da Secção Portuguesa do Comintern (EH) !”, teve, também, sempre um problema de relacionamento com a sua frente constituída meses antes por vários grupos M-L, a UDP, que na realidade constituía em grande parte outro partido e não apenas uma frente eleitoral. Houve sempre fricções entre ambos e alguns desacordos, além de muitos membros da UDP considerarem o desnecessário, para a sua acção. Além disso o caciquismo dos grupos fundadores nunca foi totalmente desfeito, assim como a sua raiz maoista, de uma forma séria ou produzida publicação e pensamento teórica, para debate aberto com seus militantes.
Talvez se devesse ter constituído primeiro o PCP (R) e só depois a UDP, ou apostar de início numa maior ideologização da UDP, mas não é essa agora a questão em debate. A UDP nunca obteve o nível ideológico do PCP (R) e este teve a sua liquidação final, com a sua transformação, no 7.º Congresso em 1992, na associação “Comunistas pela Democracia e Progresso”. Mas o seu afastamento do marxismo-leninismo-estalinismo, e do espírito do movimento M-L de Enver Hoxha, já vinha muito detrás, dado o seu centrismo, presente na maioria dos anos de sua existência. Mas melhor que mais explicações, é de ler as tribunas disponíveis: a Tribuna n.º7 e a Tribuna n.º8, para uma maior compreensão deste preâmbulo inicial.

Dois documentos oportunistas - apenas para efeitos de estudo !

"Bandeira Vermelha"

No. ESPECIAL - 1992

TRIBUNA 7

TRIBUNA 8

 

 

 

45 anos

22.Janeiro 1976

22. Janeiro 2021

Comemoraçã dos 45 anos do PCP(R).

Viva o 45º aniversário do Partido Comunista Português (Reconstruído) - PCP (R)
– antecessor da Secção Portuguesa do Comintern (EH) !

 

O Comintern (EH) envia saudações de solidariedade à secção portuguesa por ocasião do 45º ano de fundação do PCP (R). Todos os camaradas agradecem à Secção Portuguesa por esta excelente contribuição.


De uma forma exemplar, os camaradas portugueses honraram o trabalho da nossa camarada portuguesa Clara, que faleceu em 2016.

Vós acarinhastes e sempre defendestes a memória do movimento marxista-leninista do Camarada Enver Hoxha em Portugal.

O lugar do PCP (R) na história do movimento comunista de Portugal e no movimento comunista mundial é imutável.

Aprendamos com o PCP (R), tanto com os seus grandes sucessos como com os seus erros que acabaram por conduzir à sua liquidação.


Viva o 45º aniversário da fundação do PCP (R)!
Viva a memória da nossa camarada portuguesa Clara, uma das principais teóricas do Comintern (EH)!
Viva a Secção Portuguesa do Cominternos (EH)!
Viva o Cominternos (EH)!


Wolfgang Eggers
22 de Janeiro de 2021

 

 

Documento de 10 anos da Secção Portuguesa, escrito pela nossa falecida camarada Clara:

1921 - 2011

Viva o 90º aniversário do Partido Comunista Português !


Viva o 35º aniversário

do Partido Comunista Português (Reconstruído)

PCP (R) !


Apelo

dos comunistas de Portugal:

Vamos tirar as devidas lições das experiências históricas do PCP (R)!

Vamos fundar um

novo partido Estalinista-Hoxhaista

baseado nos ensinamentos dos

5 Clássicos do Marxismo-Leninismo!

1º de Maio de 2011

 

Arquivo

Documentos do PCP (R)

 

 

 

Portuguese Section

IN ACTION

 

 

 

 

 

 

LENIN

 

21 de Janeiro de 1924

21 de Janeiro de 2021

 

97 ANOS APÓS A MORTE DE LENINE

 


 

 

 

 

Por Motivo da Morte de Lênin

26 de Janeiro de 1924

 

 

Lembre-se,

amar e estudar Lenine, nosso mestre e líder.

Lutar e vencer os inimigos, interna e externa

- Como Lenine nos ensinou

Construa a nova vida, a nova existência, a nova cultura

- Como Lenine nos ensinou.

Nunca se recusam a fazer as coisas pequenas, a partir de pequenas coisas são construídas as coisas grandes

- Este é um dos importantes ensinamentos de Lenine.

J. Estaline

 

 

 

Nada pode derrotar o Leninismo,

A herança revolucionária de Lenine

- Nenhuma violência, nenhuma traição, nenhuma demagogia.

Enver Hoxha

 

 

 

Viva o camarada imortal Leninr, o terceiro Clássico do Marxismo-Leninismo!

Viva o Leninismo - um letreiro infalível para a revolução socialista mundial!

Viva a Revolução de Outubro!

Viva a revolução socialista mundial!

Viva a ditadura do proletariado mundial!

Viva o socialismo mundial e o comunismo mundial!

Viva o Comintern (EH) - o único defensor autêntico e seguidor dos 5 Clássicos do Marxismo-Leninismo:

Marx, Engels, Lenine, Estaline e Enver Hoxha!

 

 

 

Site especial

 

97 ANOS APÓS A MORTE DE LENINE

 

 

 

 

Compilação de imagens

 

acerca da morte de Lenine

 

Stalin on Lenin

English

Arabic

Chinese

Esperanto

Farsi

Finnish

French

German

Greek

Italian

Portuguese

Russian

Spanish

 

 

 

 

 

Combate ao

POPULISMO

Em Portugal o populismo está forte, na corrida inútil das Presidenciais.

 

Temos um candidato que aparece em segundo lugar nas presidenciais, xenófobo assumido contra a comunidade Cigana e outras minorias étnicas, que diz taxativamente não querer ser o presidente de todos os portugueses, apenas do cidadão bem comportado, que trabalha e se fecha de seguida em casa e que cumpre todas as instruções governamentais, apesar de contar como apoiantes e assessores próximos ex-cadastrads por fraude e ex-menbbros da rede bombista dos finais de 70, inícios de 80 do sec. XX. Para não falar do apoio explícito de toda a escumalha neonazi, que se necessário lhe fazem segurança ou uma futura (se não já ilegal e organizada) frente de combate, alimentada por todo o dinheiro que a burguesia desejar (para já classes médias e média altas que estão ao comando do partido, o que já é uma enorme disponibilidade financeira).

O perigo de André Ventura é evidente, não só por ele, mas na forma como empurra o governo PS (social-democrata) e outros, como partidos liberais e conservadores para posições cada vez mais extremas. Defensor da pena de morte (não para já, por agora fica-se pela prisão prepétua) e que ainda há pouco tempo defendeu o confinamento de um bairro inteiro de milhares de cidadãos de origem africana.

Da parte do governo, com um comportamento social-fascista, já por várias vezes se colocou (contra a lei) a favor dos Patrões, reprimindo greves legítimas, nomeadamente de condutores de matérias perigosas e dos estivadores, que se vêm substituídos por pessoal sem formação adequada, com todos os perigos que tal atitude comporta. No próximo período de confinamento, que vá fechar toda a gente em casa, permite contudo escolas abertas, para que obviamente os seus pais, operários, sempre os operários, forneçam os serviços essenciais. Se assim é porque não assumir a realidade e dizer que as escolas serão transformadas em locais de confinamento provisório, dando maior margem de manobra e segurança a crianças, jovens, funcionários, auxiliares e professores? Só porque é politicamente correto, como se diz em alguma direita liberal? Mas que também é uma expressão de que temos, podemos e devemos ter o direito de usar?

Ainda há menos de 6 meses, enquanto se obrigavam as pessoas a usar máscara, já em muitos locais, tal como nas instituições públicas, a linha de comboio de Sintra e Cascais, carregada de milhares e milhares de operários seguiam apinhados como gado sem máscara para diversos serviços, novamente operários.

Mas voltando ao início, verificamos que não é necessário um governo populista de extrema-direita, que diz tudo o que o povo mais atrasado e menos instruído fala pelos cafés e gosta de ouvir, alguns ainda mais depois de uns copos) para se dedicar apenas a uma parte da população. Simplesmente André Ventura diz parte daquilo ao que vêm, excepto que combaterá a pequena corrupção e favorecerá a grande, que por acaso (ou não) é sempre mais visível.

Na verdade para André Ventura, não se trata de presidenciais, mas de consolidar o seu projecto, crescer e espalhar o seu vírus pelas mentes mais incautas e mais estreitas.

Vou terminar com um exemplo fácil de entender, mas que muitos portugueses que não têm familiares detidos (eu já tive 2 devido a problemas mentais, que se envolviam em discussões e desacatos) e que por sorte foram bem tratados e acompanhados medicinalmente, saindo até sem julgamento devido ao seu estado mental anterior, mas sujeitos a acompanhamento médico e nada disso afectou a sociedade. Saíram, continuaram seu tratamento médico e tornaram-se cidadãos comuns, nunca mais provocando problemas desajustados (simplesmente sofriam de descompensações químicas no organismo que foram detectadas e tartadas para o resto das suas vidas). Passaram a ser respeitados nas comunidades onde viviam, a ser bem aceites e enquadrados socialmente. Se este André Ventura fosse presidente, não seria de todos, o que teria levado à degradação psicológica dos meus referidos, provavelmente, agravariam as penas enquanto reclusos, não teriam acesso a medicação, não estariam protegidos no inverno, provavelmente contrairiam doenças, bactérias ou vírus, comuns a espaços confinados e degradados, pois o desinvestimento em infra-estruturas que já é grande aumentaria ainda mais e morreriam muito mais novos. Aí está exposto um projecto Fascista simplificado.

A Secção Portuguesa do Comintern (EH)

 

 

Populista André Ventura

 


 

novas faixas de música

 

 

Há 75 anos atrás

Proclamação da República Popular da Albânia

a 11 de Janeiro de 1946

Sítio Web
Albanês
Alemão

 

Mensagem de    Solidariedade

 

Mensagem de Saudações do Comintern (EH)

á Secção Albanesa

por ocasião do 70º aniversário da Proclamação da República Popular da Albânia a

11 de Janeiro de 1946

 

 

Caros camaradas,

Por ocasião do 75º aniversário da Proclamação da República Popular da Albânia enviamos nossos parabéns à Secção Albanesa, a todos os comunistas Albaneses, para a classe trabalhadora Albanesa e todo o povo Albanês.

A 11 de Janeiro de 1946 foi o evento mais significativo na história do povo albanês após a libertação dos ocupantes fascistas em 29 de Novembro de 1944.

A proclamação da República Popular da Albânia foi o ponto culminante da proclamação histórica da independência da Albânia em 28 de Novembro de 1912.

Era uma proclamação do poder do povo albanês, com base nas armas revolucionárias Ambos os da libertação vitoriosa potências imperialistas estrangeiros e todas as classes reaccionárias na terra natal.

O novo Estado Albanês era um estado da ditadura do proletariado, criado sobre as ruínas do Estado feudal-burguesa. Foi o grande partido comunista com o camarada Enver Hoxha na cabeça que tomou a liderança da guerra de libertação nacional, a revolução do povo e seu avanço da revolução socialista sob a liderança do proletariado Albanês.

A proclamação de 11 de Janeiro de 1946 não foi a primeira e não será a última proclamação do povo Albanês. Um dia, o povo Albanês vai anunciar a independente e socialista da Albânia, nomeadamente um de todos os Estados da República Socialista Mundial. A ditadura do proletariado Albanês será reconstruída como uma parte firme da ditadura do proletariado mundial.

Guiada pelos ensinamentos dos 5 Clássicos do Marxismo-Leninismo, a Secção Albanesa irá juntar-se os comunistas Albaneses, os trabalhadores albaneses e Camponeses, e todo o povo Albanês para a propagação e preparação da revolução socialista na Albânia e em todo o mundo.

 

Viva o 11 de Janeiro de 1946!

Viva a reconstruída, unido, independente, Albânia socialista em um mundo socialista!

Viva o internacionalismo proletário!

Viva o camarada Enver Hoxha e o PTA glorioso!

Viva a revolução socialista na Albânia e em todo o mundo!

Viva a ditadura do proletariado mundial!

Viva o socialismo mundial e o comunismo mundial!

Viva o Estalinismo-Hoxhaismo!

Vivam Marx, Engels, Lenine, Estaline e Enver Hoxha!

Viva a Secção Albanesa do Comintern (EH)!

 

11 de Janeiro de 2020

O Comintern (EH)

Wolfgang Eggers

 

 


Enver Hoxha - 1946

 

 

 

102 anos atrás

15 de janeiro de 1919

 

A 15 de janeiro de 1919 – fazem 100 anos do assassinato de Karl Liebknecht e Rosa Luxemburgo por ordem dos líderes sociaisdemocratas!

(que correspondiam, na área política, ao PS atual - em Portugal)

 

Karl Liebknecht

- Rosa Luxemburgo

Site português

 

 

 

NOVO

Canções Revolucionárias de Portugal

 

 

Dos eventos históricos do movimento revolucionário mundial

 

 

Greve dos mineiros na Alemanha

Greve de Janeiro

2 - 9 de Janeiro de 1931

 

 

Elogio do Comunismo

Bertolt Brecht

 

Ele é razoável. Todos o compreendem. Ele é simples.
Você, por certo, não é nenhum explorador.
Você pode entendê-lo.
Ele é bom para você. Informe-se sobre ele.
Os idiotas dizem-no idiota e os porcos dizem-no porco.
Ele é contra a sujeira e contra a estupidez.
Os exploradores dizem-no um crime,
mas nós sabemos
que ele é o fim dos crimes;
ele não é a loucura e sim
o fim da loucura.
Não é o caos e sim
uma nova ordem.
Ele é a simplicidade.
O difícil de fazer.

 

 

A secção portuguesa do Comintern (EH) envia saudações de Ano Novo revolucionário mundial a todos os comunistas em Portugal.

 

 

2021

Levantaremos a nossa bandeira estalinista-hoxhaista por todo o Portugal!

 

 

31. 12. 2000

20 anos Comintern (EH)

 

 

Mensagens   de Solidariedade

Mensagem da Secção Portuguesa por ocasião do 20º aniversário

da Fundação do Comintern (EH)


31 de Dezembro de 2000 - 31 de Dezembro de 2020


Nesta ocasião festiva, em que se comemoram duas décadas da formação do Comintern (SH) – 20 anos, que sendo um número redondo, e já não tão pequeno como iss, desperta uma emoção ainda maior. Celebra-se também a 31/12/1968 o 52.º aniversário do KPD/ML (endereçando os nossos parabéns à German Section), de onde saíram os maiores contributos históricos e teóricos, para a posterior evolução no Comintern (Stalinista-Hoxhaista) – Renomeado em 2009 do Comintern (Marxista-Leninista). Também foi por volta dessa altura que se iniciou a abertura de Secções Mundiais do Comintern (EH), incluindo a Portuguesa.

Para nós este ano também foi especial, dado que após a abertura da Secção Portuguesa em 2011, devido à triste infelicidade de graves problemas de saúde de seus elementos, esteve parado alguns anos, tendo recuperado no ano actual a designação de Secção Portuguesa do Comintern (EH), perdendo a designação (em reconstrução).

Abraçamos e cumprimentamos calorosamente todos os nossos camaradas das outras Secções e Organizações do Comintern, espalhados pelo mundo.

Apesar de estarmos numa fase ainda em construção global, já não nos podemos considerar de todo apenas um “embrião” de Partido. Apesar de alguns abandonos e retrocessos pontuais, as conquistas foram muito maiores, começando pela maior clareza teórica dos militantes, tal como uma maior expansão no território mundial. No campo teórico, também se avançou bastante, graças à dedicação ao estudo, por parte de nossos militantes de textos e obras fundamentais, nomeadamente dos 5 clássicos do marxismo, mas também da Comissão Central do Comintern e de nosso camarada Wolfang Eggers.

Possuímos todas as condições para nos considerarmos a única organização verdadeiramente comunista, o Partido de Vanguarda do Proletariado Mundial, como disse a minha falecida camarada Clara, que iniciou o Comintern (SH), em Portugal.

Com as nossas armas imortais do Marxismo-Leninismo-Estalinismo-Hoxhaismo, até à vitória final, continuaremos, como sempre, em luta contra todos os tipos de revisionismo, neo-revisionismo, social-fascismo e anti-comunismo.

Com a nossa organização e solidariedade bolcheviques contaremos, no futuro, com, ainda, muito mais sucessos e vitórias.


Abaixo o capitalismo-imperialismo mundial!

Abaixo o fascismo e social-fascismo, assim como todos os tipos de revisionismo!

Viva o proletariado mundial e todas as outras classes exploradas e oprimidas!

Viva a revolução proletária socialista armada mundial!

Viva a ditadura do proletario!

Viva o socialismo mundial e o comunismo mundial!

Vivam os 5 Clássicos do Marxismo-Leninismo: Marx, Engels, Lenine, Estaline e Enver Hoxha!

Todo o sucesso para o Comintern (EH) e todas as suas mundiais!

 

 

Chamada para o restabelecimento do Comintern

Véspera de Ano Novo 31 Dezembro 2000

 

 

 

A Segunda Internacional terminou porque se esqueceu do marxismo.

O Comintern terminou porque esqueceu o marxismo-leninismo.

O Comintern (EH) terminará quando esquecer o Estalinismo-Hoxhaismo.

Comintern (EH)

 

 

 

Meia-noite na Bourgeoisie Mundial a 31 de Dezembro de 2000

Amanhece a manhã vermelha do proletariado mundial a 1 de Janeiro de 2001.

 

 

 

Calendário vermelho

Projetos anuais:

1946 - 75 years - Telangana Rebellion (Indian Section)

1971 - 50 years - Bangladesh Liberation War (Indian Section)

2011 - 10 years - Arab Spring (Arab Section)

 

* * *

JANUARY

 

2. - 9. January 1931 RGO - Strike in the Ruhr area of Germany

11th of January 1946 - 75 years - Proclamation of the PR Albania

15. January 1919 – 102 Years assassination of Rosa Luxemburg and Karl Liebknecht (German Section)

21 January 1921 - 100 years - founding of the Communist Party of Italy in Livorno

21st of January 1924 - 97th Day of Death of Lenin (Russian Section)

22.Janeiro- Comemoraçã dos 45 anos do PCP(R).

30th of January 1933 - 88 years fighting day against fascism and reaction-Hitler's seizure of power (German Section ) - international fighting day against World fascism (all Sections)

 

February

5th of February - Kashmir - Solidarity Day

13. - 20. February 1961 - 60 years - Fourth Congress of the PLA

13th of February 1951 - 70 years - Waterfront Dispute in New Zealand

23rd of Februar 1918 - 103rd founding day of the Red Army (Russian Section)

23rd February 1921 - 100 years Kronstadt Revolt (Russian Section)

27 February 1846 - 175 years - anniversary of Franz Mehring

February Strike 1941 - 80 years - Netherlands

 

March

5. March 1953 - 68. Death Day of Josef V. Stalin (Georgian Section)

5. March 1871- 150th anniversary of Rosa Luxemburg (German Section)

2. - 6. March 1919 - 102nd Anniversary of the foundation of the Comintern

6th of March - World Day of the unemployed

8. March - 1911 - 110 years od International Women's Day - Fifth Anniversary of the Foundation of the Women's Communist International (SH)

8. - 16. March 1921 - 100 years - X. Congress of the Bolshevik Party

March 12 - World Day Against Cyber Censorship

March 14, 1883 - 138 Death Day of Karl Marx

18th of March 1871 - 150 Anniversary of the Paris Commune

18th of March - 98th Anniversary of the political prisoner day (ICS)

27th of March 1871 - 150 years - birthday Heinrich Mann (German Section)

1921 - 100 years: "The March Action in Central Germany"

 

April

3rd April 1946 - 75 years - death of Kalinin

11th of. April 1985 - 36th Death Day of Enver Hoxha (Albanian Section)

11 April 1896 - 125 years - anniversary of Wieland Herzfelde (German Section)

12th of April 1923 - Ernst Aust - 98th birthday (German Section)

16. April 1886 - 135. Birthday of von Ernst Thälmann (German Section)

22nd of April 1870 - 151st birthday of Lenin

(Russian Section)

 

May

First May (!) International fighting day of the working class (obligatory greeting message of every Section)

(First May 2003) - 18th Anniversary of the re-foundation of the RILU

5th of May 1818 - 203rd birthday of Karl Marx

5th of May - Memorial Day of the Heroes of Albania (Albanian Section)

May 5, 2021 "World Communist Propaganda Day" !

8th of May 1921 - 100 years - fouding of the CP Romania

9th of May 1945 - Victory over the Hitler-Nazis - 76th anniversary

9th of May 1921, 100 years - birthday Sophia Scholl (German Section)

14th of May 1921 - 100 years - fouding of the CP Czechoslovakia

18th of May 1921 - 100 years - University of the people of the East

22nd May 1891 - 130 years - birthday Johannes Becher (German Section)

25th of May 1963 - 58th anniversary of the African Liberation Day

28 May, 2017 fourth anniverary of the refoundation of"The Red Peasant International"

end of May 1921 - 100 years - founding of the CP Canada

 

June

 

6th of March 1921 - 100 years - founding of the Communist Party of Portugal (Portuguese Section)

19th of June 1896 - 125 years - The Leadville miners' strike (Section USA)

22 June-12 July 1921 - 100 years of the Third Congress of the Comintern

June 22, 1941 - Beginning of the Great Patriotic War (80th anniversary) (Russian Section)

 

July

1 July 1646 - 375 years - Birthday Gottfried Leibnitz (German Section)

July 1, 1971 - 50 years - The ILWU strike (Section USA)

1 July 1921 -100 years - founding CP China (first Congress)

3rd of July 1921 - 100 years founding of the RILU

10th of July 1943 - 78 years: founding of the Albanian People's Army (Albanian Section)

11th July 1921 - 100 years Mongolian People's Republic

16th of July 1947 - 74th "Day of Stalinism-Hoxhaism"

18th July 1936 – 85th anniversary Interbrigades Spanish Civil War

July 1924 - 97th anniversary of the founding of the "RFB" - Rotfrontkämpferbund and 2nd anniversary of refoundation in July 2019 (German Section)

 

August

5th of August 1895 - 126th Death Day of Friedrich Engels

6th and 9th of August 1945 - 76 years Hiroshima & Nagasaki (Section USA)

12th of August 1946 - 75 years - African Miner's Strike (African Section)

13th of August - 150th anniversary of Karl Liebknecht (German Section)

13th of August 1946 - 75 years Death of H. G. Wells

19th of August 1944 - 77th death day of Ernst Thaelmann (German Section)

25th of August 1985 - 36th Death Day of Ernst Aust (German Section)

25 August / 2 September 1921 - 100 years - Battle of Blair Mountain in West Virginia (Section USA)

 

September

1st of September 1939, 82 years - Begin of the Second World War

1st of September - International Day against imperialist wars

28th of September 1864 - 157th anniversary of the Proletarian International

September 1921 - 100 years IAH (The Workers International Relief)


October

1st of October 2014 - 7th anniversary of the ICS

10 - 16 October 1923 - 98 years - founding of the Red Peasant International (Krestintern)

16th of October 1908 - 113th birthday of Enver Hoxha (Albanian Section)

24th of October 1956 - 65 years - Metal workers Strike in Germany (German Section)

 

November

1st of November 1981 - 8th Congress of the Party of Labour of Albania

7th of November 1917 - October-Revolution - 104th Anniversary

7th of November 4th anniversary of the foundation of the Russian Section of the Comintern (SH) (Russian Section)

8th of November 1941 - 80th anniversary - Foundation of the PLA (Albanian Section)

8th of November - Sections' Day of the Comintern (SH)

9th of November 1918 - 103 Years November-Revolution in Germany (German Section)

20th November "Communist World Youth Day".

23rd November 1896 -125 years - birthday of Klement Gottwald

28th of November 1820 - 201st Birthday of Friedrich Engels

29th of November 1944 - 77th Anniversary of the Liberation of Albania (Albanian Section)


December

1st of December 1934 - 87th day of death of Kirov (Russian Section)

2nd of December - Anti-Slavery Day

3 December 1946 - 75 years - The Oakland general strike (Section USA)

18th of December - International Migrants Day

21st of December 1879 - 142nd Birthday of Stalin (Georgian Section)

31st December 2000 - 21st anniversary foundation of the Comintern (SH) (obligatory greeting message of all Sections)

31. 12. 1968 - 53rd anniversary of the founding of the KPD/ML (German Section)

103rd anniversary of the founding of the KPD of Ernst Thälmann (German Section)

 

Our ARCHIVES IN 2020

In the Year 2020 we have made great efforts for the expansion of our archives.

Our Archives are the best communist archives all over the world. The Comintern (SH) has created a great treasure chest of Marxism-Leninism - the greatest in history of communism. This is not only a reason to be proud of but this treasure chest will be one of the most effective driving forces for collecting new comrades from all over the world around the Comintern (SH). Those Comrades who value the use of our Archives will finally value Stalinism-Hoxhaism and the political aims of the Comintern (SH) !

 

 

 

 

Proletários de todos os países - uni-vos!
Proletariado mundial - unir todos os países!
Os trabalhadores de todo o país fazem parte do proletariado mundial e eles se unem como partes do proletariado mundial.
Assim, as Secções são parte do Comintern (EH) e eles se unem como partes do Comintern (EH).
O proletariado mundial não tem outra arma na luta pelo poder político mundial que suas organizações mundiais - com a Internacional Comunista no topo.
O Comintern (EH) cria, suporta, combina, une e centraliza as secções de todos os países para se propagar, para se preparar, para liderar e para garantir da revolução socialista mundial para a derrubada violenta do governo da burguesia mundial, para a ditadura do proletariado mundial, para a remoção e eliminação do capitalismo mundial, para a construção do socialismo mundial e para a transformação global do seu avanço para o comunismo mundial.
O proletariado mundial é guiado pela ideologia do Marxismo-Leninismo-Estalinismo-Hoxhaismo.
O Comintern (EH) foi fundado com base nos ensinamentos dos 5 Clássicos do Marxismo-Leninismo, e isto faz também preocupação com o fundamento de cada Secção do Comintern (EH).

 

 

A INTERNACIONAL

(L. Eugéne PottierIM. Pierre
Degeyter)

De pé. o vítimas da fome
De pé, famélicos da terra
Da idéia a chama já consome
A crosta bruta que a soterra
Cortai o mal bem pelo fundo
De pé, de pé, não mais senhores
Se nada somos em tal mundo
Sejamos tudo produtores
/:Bem unidos, façamos nesta luta final
uma terra sem amos a Internacional:/
Senhores, patrões, chefes supremos
Nada esperemos de nenhum
Sejamos nós que conquistemos
A terra mãe, livre, comum
Para não ter protestos vãos
Para sair deste antro estreito
Façamos nós com nossas mãos
Tudo o que a nós nos diz respeito
O crime do rico a lei o cobre
O Estado esmaga o oprimido
Não há direito para o pobre
Ao rico tudo é permitido
À opressão não mais sujeitos
Somos iguais todos os seres
Não mais deveres sem direitos
Não mais direitos sem deveres
Abomináveis na grandeza
Os reis da mina e da fornalha
Edificaram a riqueza
Sobre o suor de quem trabalha
Todo o produto de quem sua
A corja rica o recolheu
Querendo que ela o restitua
O povo quer só o que é seu
Nós fomos de fumo embriagados
Paz entre nós, guerra aos senhores
Façamos greve de soldados
Somos irmãos trabalhadores
Se a raça vil cheia de galas
Nos quer à força canibais
Logo verá que nossas balas
São para os nossos generais
Pois somos do povo os ativos
Trabalhador forte e fecundo
Pertence a terra aos produtivos
ó parasita deixa o mundo
ó parasita que te nutres
Do nosso sangue a gotejar
Se nos faltarem os abutres
Não deixa o sol de fulgurar

 

Partitura

mp3

 

Long live Stalinism-Hoxhaism ! (English)


RROFTE STALINIZEM-ENVERIZMI! (Albanian) SHQIPTAR


Es lebe der Stalinismus-Hoxhaismus ! (German) DEUTSCH

Да здравствует сталинизм - Ходжаизм ! (Russian)

გაუმარჯოს სტალინიზმ–ხოჯაიზმს! (Georgian)

Viva o Estalinismo-Hoxhaismo! (Portuguese)

Viva Stalinismo-Hoxhaismo! (Italian)


斯大林霍查主义万岁! (Chinese)


Viva el Stalinismo-Hoxhaismo! (Spanish)


Vive le Stalinisme-Hoxhaisme! (French)


At zije Stalinismus-Hodzismus! (Czech-Slovak)


Ζήτω ο σταλινισμός - χοτζαϊσμός! ! (Greek)


Živeo Staljinizam - Hodžaizam! (Bosnian)

! زنده باد استالینیسم-خوجهئیسم (Farsi)

Niech zyje Stalinizm-Hodzyzm! - (Polski)

 

Længe leve Stalinismen-Hoxhaismen (Danish)

Hidup Stalinisma dan Hoxhaisma! (Malay) Bahasa Melayu

Staliniyamum-Hoxhaiyamum niduzhi vazga (Thamil)

Viva o Stalinismo e o Hoxhaísmo (Português Brasil)

 

स्टालिनबाद-होक्जाबाद जिन्दाबाद! (Nepali) 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Sem a hegemonia mundial do proletariado sob a liderança da Internacional Comunista não haverá abolição da sociedade de classes e, portanto, não haverá futura Comuna Mundial."

O Comintern (EH)

 


21 Condições de Filiação na

Internacional Comunista

(Estalinista-Hoxhaista)


 

SEÇÕES

PORTUGAL

ALBÂNIA

ALEMANHA

EGITO

EUA

GEÓRGIA

ÍNDIA

RÚSSIA

UGANDA

 


Seções do mundo

Mundo africano

Mundo árabe

Mundo asiático

Mundo latino-americano

Mundo europeu

Mundo do sul

(Austrália, Nova Zelândia, Oceânia, Antárctico)

 

Seções em construção:

GRÉCIA

IRAQUE

ITÁLIA

POLÔNIA

Jugoslávia

 


 

Arquivo

Órgão Central do Comintern (EH)

em Português

Revolução no Mundo !”

2020

2019

2018

2017

2016

Janeiro - Abril

Maio - Dezembro

 


 

2015

Janeiro

Fevereiro

Marco

Abril

Maio-Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro


 

2014

Jan-jun

Jul-dez

Arquivo 2013

Arquivo 2012

Arquivo 2011


 

contato: com.2000@protonmail.com

 

Tarefas da Seção portuguesa
Decisão 6 de agosto de 2015

 

órgão teórico

 

literatura revolucionária

 

A Solidariedade Comunista Internacional (SCI)

 

 

LISTA DE TODOS OS PAÍSES

DO MOVIMENTO COMUNISTA MUNDIAL

 

 

 

LINKS

COMINTERN (EH) centralmente

Arquivo

 

com.2000@protonmail.com

contacto

sobre nós

ajude-nos!

perguntas e respostas

secções

estatuto (projeto 2001)

programa (1928)

programa (2014)

plataforma (2009)

 

 

Chamada para o restabelecimento do Comintern

Véspera de Ano Novo 31 Dezembro 2000


 

 

plataforma revolucionária mundial

de 7 Novembro 2009

declaração programática


 

Enver Hoxha:

o quinto Clássico do marxismo-leninismo e  o restabelecimento da Internacional Comunista

2001

 


 

O que é Estalinismo-Hoxhaismo?

 


 

Linhas gerais do Comintern (EH)

Estratégia e táctica da revolução proletária socialista mundial

2001/2002

online:PORTUGUÊS

 

CAPÍTULO VIII

Ensinamentos históricos do Comintern e do Movimento Comunista Mundial

 


Manifesto do Partido Bolchevique Mundial

2003


 

O que é que o Comintern (EH) quer?

Programa da

Comuna Mundial "nº 1"

11 de Maio de 2014

 


 

movimento mundial

estalinista-hoxhaista

MMEH


 

 

O Sindicato Vermelho Internacional

reconstruído primeiro Maio 2003

S V I


 

 

A Internacional dos Jovens Comunistas

IJ C (EH)


 

 

 Internacional da Mulher Comunista

(Estalinistas-Hoxhaistas)


 

Liga dos Combatentes da Frente Vermelha

Português

Inglês

Alemão

Árabe

 

 

Internacional Vermelha dos Agricultores

IVA

 

União Internacional

de Escritores Revolucionários

- U I E R -